Calmante , diurético , antioxidante ,e ainda ajuda na digestão ,conheça o chá de boldo

Existem 2 tipos de boldo, o brasileiro é um pequeno arbusto, e o boldo-do-chile, que é uma árvore maior. O boldo é uma planta medicinal, também conhecida como boldo-do-chile, boldo-afragans ou boldo-verdadeiro, muito utilizada como remédio caseiro para o fígado. Seu nome científico do boldo é Peumus boldus Molina e pode ser comprada em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação.

Esta poderosa planta pode tratar a má digestão e trazer outros benefícios para o organismo. Se você é simpatizante dos tratamentos alternativos, vai amar conhecer esta poderosa planta e suas funções no nosso organismo.

Todas as funções do chá de boldo

O boldo é uma planta originária do Chile, muito utilizado para tratar problemas digestivos, pois ele age de forma direta sobre o estômago. Suas folhas são utilizadas em forma de chá, para extrair suas propriedades. Veja só quantos benefícios o chá de boldo possui:

  • Digestivo: reduz os sintomas da azia e gastrite, auxilia na digestão de alimentos pesados e é ótimo no combate à prisão de ventre.
  • Diurético: suas propriedades diuréticas atuam no melhor funcionamento do sistema urinário.
  • Calmante: possui um leve efeito relaxante e pode ser consumido antes de dormir para auxiliar no sono.
  • Antioxidante: atua na proteção das células do corpo conta a ação dos radicais livres, principalmente quando atingem o fígado.

Em contato com a fitoterapeuta Jéssica Spinelli, a especialista cita ainda mais benefícios do boldo, como por exemplo, o seu uso para alívio de cólicas menstruais, além de auxiliar no tratamento das hepatites crônicas e agudas.

Como fazer chá de boldo

Você pode encontrar a folha de boldo em mercados, farmácias ou lojas de produtos naturais. Veja como é fácil o seu preparo:

Ingredientes

  • 200 ml de água filtrada
  • 1 colher de chá de folhas de boldo picadas

Modo de preparo

Coloque a água para ferver. Assim que o processo de ebulição começar, desligue o fogo e acrescente as folhas de boldo, feche com uma tampa e deixe descansar por cerca de 10 minutos, passe uma peneira para retirar as folhas do boldo e estará pronto para servir.

Como consumir

O ideal é consumir sempre quentinho e sem adicionar nenhum tipo de açúcar ou adoçante, pois estes podem anular alguns de seus efeitos. É recomendado que a dose diária não ultrapasse duas xícaras, salvo quando sobre recomendação médica. Jéssica Spinelli ainda alerta: “Mulheres grávidas e lactantes não devem consumir o boldo, pois ele pode estimular as contrações uterinas”.

É um chá fantastico, não é mesmo? Ah, e também se preferir, você pode plantar as folhas de boldo na sua casa. Assim você garante um produto mais natural e seguro, livre de agrotóxicos e outras intervenções.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares.

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de especialistas.

Estes alimentos podem prejudicar o funcionamento da tireoide e você não sabe!

A tiróide é uma glândula que fica na frente do pescoço (região anterior) e tem um formato parecido com o de uma borboleta. Posiciona-se em cima da traqueia, com um lobo de cada lado, unidos pelo istmo. É responsável por produzir dois hormônios (T3 e T4), que participam do controle da velocidade do metabolismo, influenciam o desenvolvimento do corpo e a atividade do sistema nervoso.

As Alterações na Tireoide podem causar diversos sintomas, que se não forem bem interpretados podem passar despercebidos e o problema pode continuar se agravando. Quando o funcionamento da tireoide se encontra alterado, esta glândula pode estar funcionando de forma exagerada, também conhecido como hipertireoidismo, ou pode estar funcionando pouco, o que também é conhecido como hipotireoidismo.

Enquanto que o hipertireoidismo pode causar sintomas como agitação, nervosismo, dificuldade de concentração, e emagrecimento, o hipotireoidismo causa sintomas como cansaço, perda de memória, facilidade para engordar, pele seca e fria, ciclo menstrual irregular e queda de cabelo.

Porém, existem alguns sintomas gerais que pode estar atento, pois podem indicar problemas ou alterações no funcionamento da sua glândula da tireoide como: desconforto na garganta e no pescoço.

Além disso, para regular funcionamento da Tireoide, é importante ter uma alimentação rica em iodo, selênio e zinco, nutrientes importantes para para o bom funcionamento desta glândula e que pode ser encontrados em alimentos como a castanha-do-pará. Problemas na tireoide são diagnósticos cada vez mais comum em todo o mundo, especialmente em mulheres com idade entre 40 e 50 anos.

Os problemas podem ocorrer na menopausa e seus sintomas são facilmente confusos, afinal, os desconfortos tornam-se tão parecidos que nem percebemos o que estamos sofrendo. Tenha em mente que a glândula tireoide não é algo a desconsiderar, o dano pode ser grave se não nos tratarmos a tempo, especialmente se continuarmos a consumir alimentos que nos afetem.

Primeiro, devemos saber que a glândula tireoide está localizada logo abaixo da tráquea, é responsável por regular o metabolismo e parte dos hormônios do nosso corpo , então, se ela falhar, nosso corpo terá mudanças físicas muito notáveis em tão pouco tempo que podemos até nos alarmar.

Os sintomas e as condições do nosso corpo devem ser detectadas o mais rápido possível para usar remédios naturais ou farmacológicos que podem nos curar. Confira estes Sintomas que indicam problemas na tireoide:

Fadiga: Quando os hormônios tireoidianos estão tendo problemas em sua produção, é bastante comum ter fadiga e constante. Não importa se você já dormiu o suficiente, a sensação de estar exausta não vai embora do seu corpo.

Alterações no Peso: Você pode ganhar ou perder peso gradualmente com o problema da tireoide, seja hipertireoidismo ou hipotiroidismo. O problema é que isso pode afetar além da sua aparência física, pois pode alterar o nível de glicose, colesterol, triglicerídeos e fluxo sanguíneo, causando diabetes e desconforto cardíaco.

Mudanças Repentinas no Humor: Talvez em um momento você se sinta feliz e no próximo minuto você tem muita tristeza. Isso acontece por causa da mudança hormonal negativa que seu corpo está passando. Pode ser muito difícil seguir sua vida sem sentir que está ficando louco.

Dores Corporais: O desconforto em todo o corpo aumentará de tal forma que você poderá não suportar doenças agudas, especialmente nas articulações e nos músculos.

Problemas de Reprodução: O transtorno hormonal pode se tornar grave e causar inconvenientes ao tentar ter um filho. O melhor é ter um tratamento adequado para conseguir o objetivo.

Agora que viu os sintomas de quem sofre com problemas na tireoide, veja agora esses 2 alimentos que podem prejudicar o funcionamento da tireoide:

Glúten: Alimentos que têm glúten prejudicam-a demais, porque afetam o funcionamento da glândula e fazem com que os desconfortos se intensifiquem. Infelizmente, a grande maioria dos alimentos tem glúten em sua composição, longe de evitar comer, o ideal será reduzir seu consumo.

Soja Fermentada (molho shoyu): É prejudicial porque afeta a reprodução humana, gera problemas de tireoide e enfraquece o sistema imunológico. Você deve tentar não usar constantemente para dar uma pausa pro corpo.

A soja e seus derivados, como leite e tofu, são os principais alimentos que podem contribuir para desregular a tireoide. No entanto, esse risco é maior apenas para pessoas com histórico familiar de problemas nesta glândula, que não consomem iodo adequadamente ou que têm uma alimentação rica em carboidratos refinados, como doces, massas, pães e bolos.

Além disso, pessoas que já tomam medicamentos para a tireoide devem evitar consumir alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, e suplementos de ferro, pois eles podem diminuir o efeito do remédio. Assim, a melhor opção é tomar o medicamento pelo menos 2h antes ou depois das refeições.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares.

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de especialistas.

Sempre falam que a goiaba é super nutriente mas esqueceram de contar que as folhas da goiabeira são uma fonte de benefícios

Desde quando o mundo é mundo, a natureza é o maior laboratorio, ela nos oferece de tudo um pouco, e dela é extraído substancias e propriedades que servem para os melhores remédios para recuperar a saúde. Desde os primórdios, não tínhamos as farmácias, e o unico meio de curar era recorrer as ervas medicinais, plantas, frutos e raízes.

A modernidade trouxe uma gama de medicamentos desenvolvidos em laboratórios químicos, por um lado tratam e por outro lado causam outros problemas, pois eles possuem efeitos colaterais que acabam comprometendo e em muitos casos danificando os órgãos. Isso sem falar dos resíduos e toxinas que eles deixam na corrente sanguínea que posteriormente se alojam nos rins, figado, intestino, resumindo: difícil avaliar até que ponto pode ser positivo ou negativo.

A goiaba é uma fruta cheia de benefícios e propriedades para a nossa saúde. No entanto, não é apenas o fruto desta árvore que nos dá tantas possibilidades de nutrição e cura natural, mas é a arvore, as cascas e as folhas da goiabeira que são uma benção da natureza para a saúde, para o corpo, para o emagrecimento inclusive. a oportunidade de extrair dela suas maiores vantagens.

Neste artigo, falaremos sobre as propriedades e benefícios das folhas de goiaba. Os benefícios das folhas de goiaba vão muito além do que imaginamos. Eles podem desempenhar multi funções que vão desde tratar queda de cabelos, dores de dentes, doenças sexualmente transmissíveis e tantas outras doenças.

Os incríveis benefícios goiaba

Os povos indígenas, usaram por um longo tempo as folhas de goiabeira e casca deste fruto, para a preparação de remédios caseiros no tratamento de uma infinidade de doenças e enfermidades. Hoje em dia, mais e mais pessoas decidem usar folhas de goiaba como medicina alternativa, isso se deve ao fato de que é muito eficaz, ela fazia efeito no passado e faz ainda nos dias atuais, tanto é, que nas tribos indígenas, elas continuam sendo utilizadas.

Os benefícios de folhas de goiabeira, são baseados em substâncias químicas que têm estas folhas, como por exemplo, polifenóis, flavonoides, taninos e carotenoides.

Abaixo, mostramos alguns dos principais usos médicos das folhas de goiaba. O extrato de folhas de goiabeira, é geralmente usado para executar banho de acento em pessoas que sofrem de candidíase.

Mastigue as folhas de goiaba para evitar o mau hálito, assim como se voce mastigar antes de consumir bebidas alcoólicas, difícil tera dores de cabeça, enjoos e a famosa ressaca.

As folhas de goiaba também pode ser utilizadas na cicatrização de feridas, pois tem propriedades anti-inflamatórias e a folha quando esmagada e colocada em contato com a lesão, pode desinfetar e acelerar a cicatrização. Elas também contém propriedades anti-sépticas.

O chá da folha da goiaba é extremamente eficaz no combate à diarreia devido às propriedades antimicrobianas desta fruta.

Mastigue as folhas de goiaba para aliviar a dor de dentes, eliminar as úlceras na boca e reduzir a inflamação das gengivas.

Misture no liquidificador, folhas de goiaba e água, e você terá um maravilhoso esfoliante natural para eliminar espinhas e acne.

Estes são apenas alguns dos maravilhosos benefícios das folhas de goiaba. Sem dúvida, falamos de um ingrediente natural muito completo e poderoso ao tratar qualquer tipo de doença.

Você pode fazer chá de goiaba, usando um litro de água e cinco folhas da árvore desta fruta. Depois disso, siga as instruções normais para preparar qualquer chá. Você pode adicionar mel para atenuar o gosto da folha e assim deixar o chá levemente adocicado.

1 de cada 5 pessoas apresentam gordura no fígado. Quais são os principais sintomas?

O fígado é um dos órgãos do sistema digestório mais importantes para a digestão porque ele tem a função de metabolizar e armazenar nutrientes, que só ficam prontos para serem absorvidos e utilizados pelo organismo após passarem por ele.

O fígado é considerado um órgão, mas ao mesmo tempo é uma glândula, possui cerca de 20 cm de largura e pesa, geralmente, mais de 1 kg. Ele se localiza na parte superior direita do abdômen muito próximo do estômago e é subdivido em 4 lobos: direto, esquerdo, caudado e quadrado.

As doenças no fígado apresentam sinais claros antes de se desenvolverem completamente. Se você souber identificar os sintomas, poderá tratar e evitar problemas mais graves.

Funções do Fígado na Digestão

O fígado é um órgão muito importante para a digestão dos alimentos porque ele é capaz de:

  • Transformar a galactose e a frutose em glicose para ser usada como fonte de energia;
  • Armazenar o glicogênio e transformá-lo em glicose, enviando para o sangue novamente quando necessário;
  • Transformar as proteínas em aminoácidos, a síntese de aminoácidos não essenciais e a produção de proteínas essenciais, como a albumina, transferrina, fibrinogênio e outras lipoproteínas;
  • Armazenar as vitaminas lipossolúveis e os minerais;
  • Filtrar o sangue, enviando para os rins as toxinas para serem eliminadas.

Além disso, o fígado transforma a gordura da alimentação e a acumula como fonte de energia, nesse caso a pessoa desenvolve uma doença chamada esteatose hepática, que é quando há acumulo de gordura no fígado, o que prejudica seu funcionamento.

Foi pensando nisso que trouxemos 13 sinais que indicam que estamos com gordura no fígado. Aqui estão:

1. Dor no estômago

Normalmente, os sinais mais comuns são vômitos e náuseas, mas esses podem ser confundidos gravidez, depressão, tonturas, dores de cabeça ou intoxicação alimentar. Agora, se você sentir dores no estômago, tenha muita atenção. Quando o fígado está doente, ele não consegue expulsar as toxinas do corpo, causando uma série de desconforto.

2. Cor da urina

Se sua urina estiver laranja, amarela ou até castanha, você deve suspeitar de problemas no fígado. A alteração da cor é resultado do aumento de bilirrubina no sangue. Quando o fígado não pode controlar a bilirrubina, os rins são responsáveis por isso através da urina.

3. Má digestão

O fígado é também responsável por controlar a bile no corpo. Se, porém, ele estiver doente, então os níveis biliares aumentarão dramaticamente, provocando diarreia e má digestão. Por outro lado, se os níveis biliares forem muito baixos, podemos nos tornar intolerantes aos alimentos gordurosos. Outros sintomas comuns são: síndrome do intestino irritável, cálculos biliares, intolerância ao álcool, inchaço e constipação.

4. Diarreia, constipação e sangramento intestinal

Outra função do fígado é a ação coagulante. Quando temos problemas no órgão, podemos sofrer com sangramento intestinal combinado à diarreia ou prisão de ventre .

5. Dor abdominal

Toda a região do abdome fica bastante sensível e dolorida.

6. Retenção de líquido

O resultado é visto principalmente nos pés e tornozelos. Outras possíveis causas são a insuficiência cardíaca, problemas renais, desequilíbrio hormonal e doenças linfáticas.

7. Alterações abdominais

Se você sentir cãibras, dor no ventre ou inchaço, pode considerar que seu fígado está gorduroso. Outro sintoma de dano no fígado podem ser ascite, acúmulo de fluido na cavidade abdominal e hipertensão arterial nas veias ou artérias do abdome.

8. Coceira na pele

Quando sofremos com problemas no fígado, a pele é uma das primeiras partes a sentir. Por isso, é possível que você sinta coceira e escamação. Além disso, contusões podem aparecer mais facilmente, assim como a visibilidade das veias. A única forma de tratar o problema de verdade é cuidando do fígado.

9. Mudança de cor nas fezes

As fezes podem ficar amareladas ou cinzentas quando temos fígado gorduroso. Se isso permanecer por vários dias, visite o seu médico para verificar seu fígado.

10. Perda de apetite

A perda de apetite também pode estar relacionada à deficiência de bile no corpo. Esta substância ajuda a digestão dos lipídios. Assim, quando o alimento não é digerido corretamente, isso afeta a nossa vontade de comer.

11. Icterícia

Este é um dos sinais mais claros: a pessoa fica com a pele, os olhos e a língua amarelados. Isso acontece devido ao aumento excessivo de bilirrubina no sangue. Esta condição também pode estar associada a problemas na vesícula biliar e no pâncreas. Então é melhor consultar o médico o mais rapidamente possível.

12. Desequilíbrio hormonal

Quando os hormônios estão fora de controle, isso pode ser sinal de que estamos com gordura no fígado. A consequência é a seguinte: os homens começam a desenvolver seios e tanto eles quanto as mulheres sofrem com a perda de apetite sexual.

13.Fadiga e fraqueza

Fadiga sem explicação é um dos principais sinais de danos hepáticos. Quando o fígado não está funcionando como deveria, o resto dos órgãos trabalham com muita dificuldade. Por isso, é normal que você sinta mais cansaço. E você não vai melhorar enquanto não eliminar as toxinas.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares.

Sinais que indicam que o açúcar no sangue está em níveis altos!

Normalmente, as pessoas conectam o açúcar no sangue ao diabetes. Diabetes é uma condição muito grave, no entanto, antes de ser diagnosticado com ele você terá alguns sintomas que indicam que o açúcar no sangue é muito alto. Assim, você precisa ser informado quando se trata de sintomas de açúcar elevado no sangue para que você possa salvar seu corpo e saúde.

A principal razão para níveis elevados de açúcar é geralmente o consumo de glicose em nossa dieta. A glicose é distribuída para todas as células do corpo e é muito essencial, é claro, nas doses certas. No entanto, se os níveis ficarem muito altos por muito tempo, os rins, os vasos sanguíneos, os nervos e os olhos podem ser danificados.

Atualmente, os alimentos processados ​​e artificiais são consumidos principalmente e fazem parte da dieta das pessoas. É por isso que o número de pessoas que sofrem de açúcar elevado no sangue está em ascensão. Assim, a melhor maneira de se proteger, neste caso, seria perceber os sinais dela.

Sinais de Açúcar Elevado no Sangue:

Os sintomas de açúcar elevado no sangue que estamos prestes a apresentar são negligenciados. Quando você as experimenta, pode pensar que está se sentindo mal hoje e elas passarão naturalmente. No entanto, esta é a maneira do corpo de avisá-lo que há um desequilíbrio químico que precisa ser corrigido. Portanto, atente para estes sintomas:

  • Boca seca
  • Visão embaçada
  • Impotência
  • Fadiga constante ou cansaço extremo
  • Infecções recorrentes
  • Aumento da sede
  • Problemas de estômago
  • Dificuldade de concentração
  • Cura lenta de cortes e feridas
  • Problemas nervosos
  • Excesso de gordura abdominal / ganho de peso
  • Fome constante
  • Pele seca e coceira
  • Micção freqüente e micção durante a noite

Se você está preocupado com o nível de açúcar no sangue, existe o Índice Glicêmico (IG) que indicará o número de carboidratos em produtos alimentícios, para que ele possa destacar os alimentos que você precisará comer e os que você precisa evitar. Além disso, o IG mede a comida de 0 a 100, todos dependendo do sistema – quanto menor o número, menor o teor de glicose.

Três alimentos com alto teor de açúcar a serem evitados:

Se você reconheceu alguns dos sintomas que mencionamos e está tentando evitar o alto nível de açúcar no sangue, você definitivamente deve remover alguns alimentos de sua dieta. Naturalmente, você deve começar com doces processados ​​e refrigerantes. Melhor ainda, não os tenha em casa, especialmente se você já está sofrendo de açúcar elevado no sangue.

1. Uma fatia de pão branco

Devido ao fato de que um sanduíche é feito a partir de duas fatias de pão, se você comê-lo, pode elevar muito os níveis de açúcar no sangue. Em vez disso, você deve mudar para pão integral.

2. Bolo de Arroz –

Estes são bastante saudáveis ​​se o nível de açúcar no sangue é baixo ou normal, no entanto, se você sofre de açúcar elevado no sangue, você precisa evitá-los.

3. Batata Assada

Batatas assadas não são boas se você sofre de açúcar elevado no sangue. Evite a todo custo se você tiver alguns dos sintomas listados acima.

Três alimentos de baixo teor de açúcar para desfrutar

Se você é sério sobre a redução dos níveis de açúcar no sangue e mantê-los assim, você precisa gerenciar sua dieta mais. Assim, você precisa começar a comer alimentos com baixo teor de açúcar. Os seguintes são os melhores.

1. Nozes

Eles são perfeitos para lanches ou uma salada. Eles são muito baixos em açúcar e oferecem muitos benefícios para a saúde. Algumas delas estão aumentando a saúde reprodutiva (para os homens) e melhorando a saúde do coração.

2.  Brócoli

Mesmo que o brócolis não seja o vegetal favorito, pode ajudar muito a reparar os danos causados ​​aos vasos sangüíneos pelo alto nível de açúcar no sangue. Eles são perfeitos como um substituto para a carne, portanto, você deve incorporá-los em sua dieta.

3.Ovos

Os ovos não têm carboidratos e, se você é diabético, pode comê-los todos os dias. Eles são perfeitos para a saúde e não elevam o açúcar no sangue.

Como você pode ver, é muito importante manter um controle sobre sua dieta e saúde. Se você seguir nosso conselho e consumir os alimentos recomendados, diminuirá os níveis de açúcar no sangue. Experimente-os especialmente se você notar alguns dos sintomas, sua saúde vai agradecer!

Suco de beterraba com gengibre: a versão que ajuda emagrecer!

A beterraba é um tubérculo levemente adocicado, e possui várias propriedades nutritivas e medicinais. Ela é bastante versátil, podendo ser consumida crua, grelhada, cozida, assada ou em forma de sucos.

A beterraba é um alimento bem pouco calórico: 40 calorias para cada 100 gramas. Contém na beterraba antioxidantes (carotenoides, flavonoides), minerais (zinco, magnésio, fósforo, potássio e ferro) e vitaminas (A, complexo B, e vitamina C).Tem ação anti-inflamatória, revitalizante, diurética, digestiva, tônica, desintoxicante natural e purificadora do sangue.

A título de curiosidade, a cor vermelha da beterraba é devido à presença de betaína. A betaína é um trimetil derivado do aminoácido glicina. Um dos efeitos fisiológicos dessa metilamina é atuar como um osmólito, aumentando a retenção hídrica celular, além de proteger as enzimas intracelulares da desnaturação induzida por alta temperatura.

Quem quer emagrecer deve anotar esta receita, pois o gengibre promove a saciedade, já que estimula a eliminação de toxinas do fígado. Com isso, as pessoas ficam livres da compulsão alimentar. Além disso, o gengibre tem ação anti-inflamatória no organismo, ajudando a fortalecer o sistema imunológico e, ainda, combate o surgimento de doenças como diabetes e problemas cardiovasculares.

Além de ser rica em nutrientes, a beterraba contém uma grande quantidade de fibras dietéticas, que auxiliam a digestão. Com isso, as pessoas evitam problemas como a constipação. O alimento é ainda indicado para quem tem doenças como anemia e problemas no fígado e baço.

1. Receita de suco de beterraba com gengibre simples

Ingredientes:

  • 1 beterraba;
  • 1 pedaço de gengibre;
  • 1 copo de água filtrada.

Modo de preparo:

Lave e descasque a beterraba e gengibre. Pique e leve para bater com a água. Adoce a gosto com mel ou adoçante e sirva com cubos de gelo.

2. Receita de suco de beterraba com gengibre e maçã

Ingredientes:

  • 1 pedaço de beterraba;
  • 3 maçãs;
  • 1 pedaço de gengibre;
  • 50 ml de água.

Modo de preparo:

Descasque e corte o limão, depois coloque no liquidificador junto com água, gengibre e também a beterraba descascada e ralada, bata tudo por alguns minutos, coe e sirva!

3. Receita de suco de beterraba com gengibre e laranja

Ingredientes:

  • 5 laranjas;
  • 1 beterraba pequena;
  • 1 pedaço pequeno de gengibre.

Modo de preparo:

Bata as laranjas sem sementes e casca com a beterraba descascada e picada e o gengibre descascado. Bata até ficar bem homogêneo. Sirva! 

4. Receita de suco de beterraba com gengibre e cenoura

Ingredientes:

  • 1 beterraba;
  • 1 cenoura;
  • 1 pedaço de gengibre.

Modo de preparo:

Para fazer esse suco bata no liquidificador o gengibre com a cenoura e beterraba descascada e picada em cubos menores. Quando estiver bem homogêneo, sirva coado.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares.

Mastigar cravos-da-índia proporciona grandes benefícios para o nosso corpo

O Cravo da Índia são botões de flores que são muito popularmente usado na cozinha e remédio naturais. O Cravo da Índia é conhecida por seu aroma distinto e é usado em vários pratos. Ele é adicionado em doces e molhos quentes para o seu sabor único. Além disso, o Cravo da Índia e bastante usado para fins medicinais. Vamos dar olhada nos benefícios nutricionais do Cravo da Índia.

Já parou para pensar no quanto as pessoas gastam com remédios de farmácia? Depois disso, sofrem com os efeitos colaterais e pensam que está tudo certo, que é normal. O problema é que podemos curar muitas doenças com alternativas mais simples, econômicas e seguras. A prova disso é que muitos tratamentos naturais, descobertos a séculos, até hoje fazem sucesso.

O melhor de tudo é que a medicina natural não só cura, como também previne. Foi pensando nisso que trouxemos os benefícios de se mastigar cravo. Isso mesmo! O cravo-da-índia é um remédio muito especial e pode ser consumido por toda a família. O simples ato de mastigar alguns cravos pode trazer muitos benefícios.

 

O Cravo da Índia fornece apenas cerca de 50 calorias por 100 gramas do seu consumo. Ele é rico em carboidratos e também contém alta quantidade de proteínas e fibras alimentares. Além disso, do Cravo da Índia não contêm colesterol e ainda é rico em muitas vitaminas, tais como Vitamina A, Vitamina C, Vitamina E e Vitamina K. Vários minerais, como sódio, Potássio, Cálcio, Zinco, Ferro, cobre, magnésio e manganês podem ser obtidos com o seu consumo.

1. Circulação sanguínea

O óleo extraído de cravo da Índia atua na circulação sanguínea, melhorando seu fluxo e auxiliando, por consequência, todo o organismo. O extrato também ajuda a nutrir a pele e melhorar o sistema imunológico ao purificar o sangue.

2. Expectorante

O chá de cravo da Índia atua como expectorante, soltando o muco presente na garganta e no esôfago.

3. Analgésico e antisséptico

eugenol, antisséptico natural presente no cravo, auxilia na eliminação das marcas de acne, proporcionando também o equilíbrio da pele e evitando o surgimento de rugas. O chá de cravo da Índia pode ainda amenizar dores de cabeça, cólicas menstruais, candidíase oral, baixar a febre, aliviar dores de dente e inflamações de garganta. É também um bom remédio caseiro para infecções, queimaduras e feridas.

4. Acelera o metabolismo

Dentre os benefícios do cravo da Índia ainda estão a aceleração o metabolismo, promovendo o aumento da produção de saliva e dos líquidos responsáveis pela digestão, auxiliando na queima rápida de gordura.

5. Digestivo

O cravo da Índia melhora o poder de digestão, aumentando as secreções de enzimas gastrointestinais. Assim, ajuda a aliviar problemas de indigestão e prisão de ventre. Também ajuda em casos de náuseas e mal-estar estomacal.

6. Alívio da tosse

Em função das propriedades do cravo da Índia expectorantes, este é ótimo para aliviar a tosse. Neste caso, é recomendável adicionar a especiaria no chá e consumir até o alívio da tosse.

7. Músculos

O cravo da Índia reduz os espasmos musculares e ajuda a aliviar os músculos no caso de cãibras.

8. Antioxidante

O cravo da Índia atua como excelente antioxidante, que combate os radicais livres e ajuda a evitar danos na pele. Possui grande capacidade de liberar hidrogênio e reduzir consideravelmente a peroxidação lipídica, que é a quebra das gorduras poli-insaturadas.

9. Antisséptico bucal

O chá de cravo da Índia é usado no tratamento de bactérias encontradas na boca e no estômago. Sua função antisséptica também age na eliminação do mau hálito. Estes benefícios do cravo da Índia o fazem ser utilizado ainda como ingrediente em pastas de dente. Possui ação comprovada também contra dor de dente e nas gengivas e contra as cáries.

10. Bom funcionamento da tireoide

A especiaria ajuda quem sofre de hipotireoidismo ou hipertireoidismo e atua também na prevenção do surgimento dessas disfunções de tireoide.

11. Controle do colesterol

O cravo da Índia ajuda também no controle do colesterol ruim, sendo ainda bom antiviral e antifúngico.

12. Anti-inflamatório

O eugenol presente nas propriedades cravo da Índia atua como substância anti-inflamatória. Estudos em animais mostraram que a utilização do cravo em algumas dietas reduziram significativamente os sintomas da inflamação. A especiaria ainda contém uma variedade de flavonoides, que também contribuem em suas propriedades anti-inflamatórias.

Contraindicações

O consumo de cravo da  Índia é contraindicado para mulheres gestantes ou em fase de lactação, além de crianças menores de seis anos e pacientes com problemas gastrointestinais e doenças neurológicas. Também deve ser evitado o seu uso exagerado, e a sua aplicação em zonas mucosas irritadas. A aplicação excessiva do óleo pode causar irritação na pele.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares.

Crianças que comem este produto, tem 9 vezes mais risco de desenvolver leucemia

A leucemia é um câncer das células sanguíneas que se inicia na medula óssea. Estatísticas do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) mostram que há entre 2 e 3 mil crianças afetadas pela leucemia a cada ano — correspondendo a aproximadamente 30% do total dos casos. Trata-se da forma mais comum de câncer infantil no Brasil. De acordo com a Sociedade Americana do Câncer, não há forma conhecida de evitar a maioria dos cânceres infantis atuais. Uma vez que a maioria dos adultos e das crianças com leucemia não possui verdadeiros fatores de riscos, evitar o desenvolvimento da doença é incerto — mas pode-se tentar os métodos descritos a seguir.

O LA Times acrescenta informando que duas outras pesquisas publicadas na mesma edição de Cancer Causes and Control sugerem que crianças cuja mãe comia regularmente cachorro-quente antes de elas nascerem têm o dobro do risco normal de desenvolver tumores cerebrais.

Basta que a mãe consuma pelo menos um cachorro-quente por semana durante a gravidez para haver esse risco, segundo as pesquisas. As pesquisas foram comandadas pelo epidemiologista John Peters e podem ajudar a explicar por que a incidência de leucemia infantil e de tumores cerebrais tem aumentado tanto nas últimas décadas.

Mas o que há de tão errado num delicioso cachorro-quente?

A salsicha é a resposta. Salsichas contêm nitritos, que funcionam como conservantes e são utilizados principalmente para combater o botulismo. Durante o processo de cozimento, nitritos combinados com as aminas naturalmente presentes na carne formam compostos cancerígenos.

Suspeita-se também que os nitritos podem combinar com aminas no estômago humano para formar compostos N-nitrosos. Esses compostos são conhecidos agentes cancerígenos e têm sido associados com o câncer da bexiga, estômago cavidade oral, cérebro e esôfago.

Mas um momento…

Alguns vegetais contêm nitritos, e eles causam câncer também? É verdade que os nitritos são comumente encontrados em muitos vegetais verdes, especialmente alface, aipo e espinafre. No entanto, o consumo de vegetais parece ser eficaz na redução do risco de câncer.

Como isso é possível?

Nitritos de vegetais também têm vitaminas C e D, que servem para inibir a formação de compostos N-nitrosos. Além disso, os nitritos de vegetais não foram adicionados artificialmente, eles fazem parte de um processo da natureza.

Salsichas não contêm apenas nitrito como ameaça. Nitratos, outro conservante, também marcam presença e aumentam o risco de câncer. É possível, porém, produzir salsicha sem nitritos e nitratos e, assim, reduzir o risco de câncer. Já existem modernos métodos de produção que dispensam o uso desses conservantes.

Mesmo assim, alguns fabricantes usam nitritos para dar a cor avermelhada que seduz muitos consumidores de salsicha e outros embutidos. A cor vermelha artificial das carnes processadas transmite uma falsa ideia de frescura, com o intuito, na verdade, de enganar os consumidores.

Em resumo, é possível produzir salsichas e outros embutidos sem nitritos, como já está ocorrendo nos Estados Unidos e em alguns países da Europa (ver foto acima). E, portanto, já está na hora do consumidor brasileiro também exigir isso.

Mitos e crenças populares sobre os medicamentos caseiros!

Os medicamentos naturais são componentes de células, excreções, compostos de extratos ou minerais
derivados de animais ou vegetais, utilizados com fins medicinais. Em alguns casos, parte destes vegetais e
animais são consumidos em seu estado natural, já em outros casos, são objetos de um processamento muito
simples, como o de secagem. Algumas partes dos animais e vegetais são utilizadas para fins medicinais, já
em outros casos são utilizadas em seu estado natural para a produção de extratos ou outros compostos
processados.

Em todo o mundo as pessoas usam remédios caseiros e recorrem a tratamentos dos chamados “médicos tradicionais” e líderes espirituais. Há centenas de anos que, em alguns lugares, os costumes antigos e os tratamentos tradicionais têm sido transmitidos de pais para filhos.

Muitos problemas de saúde resolvem-se bem com meios, hábitos e crenças tradicionais e outros apenas podem ser resolvidos com tratamentos modernos. É importante respeitar os hábitos e tradições locais da população. Existem crenças, atitudes e hábitos da comunidade que são benéficos e que ajudam a resolver alguns problemas de saúde.

Quer os remédios caseiros, ou os receitados pelos “médicos tradicionais” ou líderes espirituais, quer os  medicamentos modernos ou caseiros, devem ser tomados com cuidado, obedecendo a doses corretas, e em muitos casos consultar um profissional antes de se aventurar e experimentar sequelas irreversíveis para o organismo.

Não prejudicar ninguém. Só se deve usar ou recomendar remédios caseiros quando se tem a certeza de que eles não fazem mal e se sabe exatamente como devem ser utilizados. O melhor é a recomendação do especialista na área da saúde alternativa.

Remédios caseiros que ajudam

Ao longo dos anos, se foi comprovando que, para certas doenças, os remédios caseiros funcionam tão bem como os medicamentos modernos e às vezes ainda melhor. Aqueles são geralmente mais baratos e, em alguns casos, mais seguros ou menos perigosos.

Por exemplo, muitos chás de ervas que as pessoas tomam em casa para o tratamento da tosse e das constipações são melhores e causam menos problemas do que os xaropes para a tosse e outros medicamentos que alguns médicos receitam. Também alguns líquidos caseiros, como a água de arroz e a água de lanho, são geralmente eficazes para o tratamento da diarreia. O mais importante é que o bebê com diarreia beba muitos líquidos. Mas não deixe de consultar o especialista para um diagnostico mais exato e efetivo.

Limitações dos remédios caseiros

Algumas doenças podem ser aliviadas com remédios caseiros. Outras só podem ser tratadas com medicamentos modernos, como é o caso da maior parte das infecções graves. Doenças como a malária, a cólera, a pneumonia, a meningite, o tétano, a tuberculose, as infecções de transmissão sexual e a febre que ocorre depois do parto devem ser tratadas, o mais rapidamente possível, com medicamentos modernos.

As crianças com convulsões (ataques) ou respiração rápida, ou as que não conseguem beber ou mamar, também devem ser tratadas com medicamentos modernos. Para estas doenças, não se deve perder tempo em querer tratálas primeiro apenas com remédios caseiros.

Métodos antigos e novos

Alguns métodos modernos que vão ao encontro das necessidades de saúde, funcionam melhor do que os antigos. Mas, às vezes, as tradições antigas são melhores. Por exemplo, os métodos tradicionais de cuidar das crianças ou das
pessoas idosas são muitas vezes mais carinhosos e assim funcionam melhor do que alguns métodos modernos.

Por exemplo, há poucos anos atrás todos pensavam que o leite da mãe era a melhor forma de alimentação para um bebé recém-nascido. Tinham razão! Depois, as grandes companhias produtoras de leite artificial começaram a
dizer às mães que era melhor alimentar os bebés com biberão. Mesmo não sendo verdade, isso levou a que muitas mães acreditassem naquelas companhias e começassem a alimentar os seus bebés com biberão. E o resultado
foi que milhares de bebés têm sofrido, desnecessariamente, e morrido de infecções ou de fome. Por estas razões, o aleitamento materno continua a ser a melhor opção.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares

O doutor Castro descobriu esta receita natural que ajuda no tratamento das dores nos ossos e juntas

As articulações são partes do nosso corpo que podem sofrer muito, uma vez que mantêm o atrito sempre, mesmo quando estamos descansando ou em repouso, isso causa um desgaste, o que pode causar problemas se não tivermos a nutrição necessária para manter a Articulações em boas condições.

Uma das articulações que podem sofrer mais é a do joelho, porque têm que suportar o peso do nosso corpo quando caminhamos, e se formos um movimento ruim, como um salto, podemos afeta-lo ainda mais. É por isso que os atletas devem ser tão cuidadosos com essa área, embora as pessoas que tenham uma vida diária normal também devem levar isso em consideração.

Embora, as articulações podem ser afetadas por doenças que os causam inchação, como a artrite, que pode ser causada por vários fatores. Da mesma forma, o fato aqui é que, independentemente do motivo do problema, devemos usar tratamentos que fortaleçam nossas articulações para evitar qualquer tipo de contusão neles.

 Esta preparação caseira pode ajudar-lhe a melhorar suas articulações

Quando uma pessoa sofre de dor nas articulações, pode considerar que a melhor coisa a fazer é tomar um analgésico, mas na realidade isso só faz diminuir a dor por um momento e no próximo dia o problema principal ainda estará lá, então não deveríamos tomar estes medicamentos como um tratamento.

É por isso que aqui vamos ensinar-lhe uma receita para um remédio completamente natural que pode ajudá-lo a fortalecer e curar essa dor, você só precisa do seguinte:

Ingredientes:

  • 200 g de mel
  • 40 g de sementes de abóbora
  • 8 colheres sopa de sementes de linhaça
  • 3 colheres sopa de uva passas

Modo de Preparo:

A preparação é simples, você só precisa adicionar todos os ingredientes no liquidificador e processar até obter uma mistura homogêneo. Você deve tomar duas colheres de sopa deste remédio diariamente, de preferência em jejum e outra antes de dormir, isso diminuirá a inflamação e você sentirá que suas articulações já não sofrem tanto quanto antes.

Lembre-se que é importante também ter uma dieta saudável e equilibrada, especialmente uma dieta que evite a inflamação das articulações. Compartilhe esta informação em suas redes sociais, com certeza que outra pessoa também está interessada nisso.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares.

Nota Importante:

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.